segunda-feira, 6 de julho de 2015

eu gosto de você,
mais que esperava,
(até que eu queria, sim)
das suas mãos
da sua risada;
gosto da sua pele branquinha
e de suas castanhas pintinhas
do seus ombros
do seu corpo.
não me segure nem me amarre
nas correntes
ou nos anéis
que não quero ficar!
não quero ficar
você espera,
sua eu já sou, tenho sido
sua!
só não me fixa
que eu nasci pra ser mais que isso
(acho, acho que nasci sim)


P.S. 04-0-2016: Primeiro texto sobre Felipe Augusto.

Sem comentários:

Enviar um comentário