quarta-feira, 8 de julho de 2015

As escovas de dentes

Há quase três semanas você me deixou.
Há quase duas você não dorme mais aqui.

Hoje sonhei com você (de novo), que estávamos bem, terminados, mas agora sem ódio, sem rancor, bem. E você dizia algo sobre ficar! por mim tudo bem: não me desfiz de suas roupas, suas meias, suas coisas. Tudo bem! Você pode dormir aqui, eu ainda guardo no espelho do banheiro a sua escova de dentes, ainda do lado da minha, vou preparar a cama, pra que a gente possa dormir.

Sem comentários:

Enviar um comentário