segunda-feira, 29 de junho de 2015

Amor não é assim!

O meu amor tão puro
agora tão tóxico
Quando chega ao fim!

Antes que era água, e era doce
agora é (ou sempre foi)
veneno tão ácido.

Foi amor?
Já não sei... Não tem porque
Amor não é assim!

Meu bálsamo agora queima...
e queima tanto...

e o que sobrou eu atearia ao fogo,
e o que sobrou eu exterminaria,
o que sobrou eu esqueço com raiva
e ódio
e cólera

Amor não é assim!

Sem comentários:

Enviar um comentário