segunda-feira, 29 de junho de 2015

A mancha no vidro

Havia uma mancha, no vidro do meu óculos. E  eu não sabia que era mancha. Eu via tudo, o mundo, tão lindo!, e a mancha no vidro do meu óculos me acompanhava e eu pensava: "minha eterna companheira, aonde quer que eu vá, em todas as paisagens este ponto está!", acompanhada e feliz pensei ver melhor!, tola. Sem querer um dia, os óculos eu tirei, a manchinha me deixou! Numa tristeza grande mergulhei, parei de ver, olhar, perceber, não quis, estava deprimida demais, meu ponto fixo me deixara! O porto seguro! Sempre ali... Um dia, de inocente acordei e vi, quanto a mancha me escondeu, quanto não vi por ela estar ali, detalhes que deixei passar! Descobri que minha paisagem era mancha que ofuscava a vida por fora do vidro do óculos, descobri que estava enganada por tanto tempo! Sofri mais um pouco. Findado o sofrer passei a perceber. Estava livre, estou livre. Agora posso ver.

Sem comentários:

Enviar um comentário