quinta-feira, 14 de abril de 2011

E a acácia

continuará morta, intocável e triste em sua vida finalizada, no fundo do lixo. Admirada, agora morta.

Sem comentários:

Enviar um comentário