sábado, 19 de março de 2011


Um dia verei passar. Tudo vai vir, nada vai voltar.
Minha vida vai continuar a mesma. E os pedaços acabados, os pedaços mal acabados, vão se formar, se transformar. Metamorfose contínua, vai-e-vem. E tudo, tudo... Vai ter sido só um pesadelo, um sonho dolorido, um sonho, não vai passar de nada. Algo que só existiu em um momento de alguém, de alguém que eu apenas não lembro, alguém que não consigo lembrar... E depois de tanto esforço, depois de cansar, das tentativas repetitivas e dolorosas, saudosas, não vai chegar.

Sem comentários:

Enviar um comentário