sábado, 19 de março de 2011

Let it burn.
Let it hurt.
Let it hunt.
Because you like.
Because you do.
Because you did.
There is it.
The unholy life you had.
You're feeling, cause now you're dead.
Is gone, now you know. Good luck.
This is the end, of the show, of your show.

Um dia verei passar. Tudo vai vir, nada vai voltar.
Minha vida vai continuar a mesma. E os pedaços acabados, os pedaços mal acabados, vão se formar, se transformar. Metamorfose contínua, vai-e-vem. E tudo, tudo... Vai ter sido só um pesadelo, um sonho dolorido, um sonho, não vai passar de nada. Algo que só existiu em um momento de alguém, de alguém que eu apenas não lembro, alguém que não consigo lembrar... E depois de tanto esforço, depois de cansar, das tentativas repetitivas e dolorosas, saudosas, não vai chegar.

Solidão

Vontade de chorar a sua solidão, vontade de me deitar e fazer com que tudo o que eu sonhar seja realidade pra você, vontade de dar a chance de você de encontrar seu verdadeiro amor, sem limites, sem riscos, sem ninguém sair magoado da história, fico imaginando como anda seu pequeno apartamento, sob a noite escura e a chuva forte, como sobrevive um mero ser humano, sem amigos, sem amor ? Não entendo exatamente como você consegue, se é que consegue, passar a noite sem lágrimas nos olhos. Eu que amo tanto minha própria companhia, deveria achar que é a melhor coisa do mundo, eu adoraria isso, porém, adoraria se tivesse fim; passar as tardes com a família, andar pelas ruas de mãos dadas com aquele que estampa o sorriso que há em meu rosto, virar a noite com aqueles que me me embriagam de felicidade, voltar pra casa, tomar um banho, e aí sim, dormir tranquila por saber que eu tenho a minha paz solitária depois de ser tão bem acompanhada por aqueles que escolhi, pelo menos divertir-me um pouco durante a semana, enquanto a noite não cai...

Quero seu bem, quero você feliz, do jeito que preferir, mas por favor, não esteja sozinho...